Como ser atendido nas clínicas

COMO FAZER PARA SER ATENDIDO NAS CLÍNICAS?
 
Pacientes buscando atendimento nas clínicas vinculadas aos departamentos de: Odontopediatria e Ortodontia, departamento de Patologia e Diagnóstico Oral e Departamento de Odontologia Social deverão seguir as orientações de marcações previamente listadas em cada clínica.
 
Pacientes buscando atendimento para adultos no Departamento de Clínica Odontologia e departamento de Prótese e Matériais Dentárias deverão seguir uma dinâmica de atendimento passando pelos setores de Acolhimento / Triagem / Controle de Doenças Bucais / Sala de Espera.
 
O mesmo deverá agendar o acolhimento por telefone 3938-2048, ou na recepção do departamento de clínica no segundo andar da Faculdade.
 
 
NO SETOR DE ACOLHIMENTO...
 
Paciente que chegar a Faculdade de Odontologia (F.O.) para tratamento pela 1ª vez será agendado para esse setor na recepção do departamento de clínica no segundo andar.
 
No Acolhimento, além de várias informações sobre funcionamento e como transcorrem os tratamentos na F.O./UFRJ (tratamento é mais demorado que em consultório particular, o tratamento não é gratuito, as férias escolares interrompem os tratamentos, etc...), também receberão informações sobre prevenção e controle de doenças bucais por meio de uma palestra ministrada pelos alunos de graduação.
 
Nesse setor o paciente também receberá uma solicitação para realização de um exame Radiográfico Periapical Completo com Bitewing. Ele terá 10 dias para retornar à F.O. de posse do exame solicitado. Se não comparecer na data estipulada, perderá sua sequência de marcações para os outros setores. Na data de retorno, com a apresentação do exame radiográfico, será marcada sua consulta para o setor de TRIAGEM. Essa consulta deverá ser marcada num prazo máximo de 03 (três) meses. Nesse momento o paciente é informado sobre a necessidade de retornar no dia marcado trazendo o exame radiográfico.
 
 
NO SETOR DE TRIAGEM...
 
O paciente apresentará o exame radiográfico e será examinado clinicamente.
 
Após os exames clínicos e análise de seu exame radiográfico, o setor determinará se o paciente pode ser tratado na Faculdade de Odontologia. Se o paciente for aceito, um DIAGNÓSTICO/SEQUÊNCIA DE NECESSIDADES deverá ser estabelecido.
 
Sendo aceito o paciente será moldado para obtenção de um par de modelos de estudo, fará sua MATRÍCULA e lhe será atribuído um número de registro, receberá um cartão de marcação (que deverá apresentar a cada consulta na recepção da clinica de atendimento) e terá seu “PRONTUÁRIO ABERTO”.
 
Após esses procedimentos, o paciente receberá uma pasta com seu PRONTUÁRIO, EXAME RADIOGRÁFICO e MODELOS DE ESTUDO e deverá ficar de posse da mesma até ser atendido pela primeira vez nas clínicas destes Departamentos da F.O.
 
A partir daí, esses documentos e modelos deverão ficar de posse dos alunos que realizarem o atendimento e ao final de cada tratamento, o par de modelos deverá ser devolvido ao paciente para ser apresentado em sua nova fase (outra clínica) e assim sucessivamente até o encerramento do tratamento na F.O. e alta. O exame radiográfico deverá permanecer no prontuário.
 
 
NO SETOR DE CONTROLE DE DOENÇAS BUCAIS...
 
Nesse setor o paciente será classificado quanto ao GRAU DE RISCO às doenças bucais em: ALTO, MÉDIO e BAIXO RISCO. Receberão instruções de higiene oral, esclarecimentos e questionário sobre dieta.
 
Os pacientes que forem classificados com BAIXO RISCO serão encaminhados diretamente para a disciplina de prioridade. Os outros serão encaminhados para início de tratamento apenas quando mudarem sua classificação para BAIXO RISCO.
 
 
NO SETOR DE SALA DE ESPERA...
 
As atividades desse setor acontecerão nas recepções dos outros setores (enquanto os pacientes aguardam atendimento)
 
 
INFORMAÇÕES GERAIS...
 
A. As Urgências serão atendidas apenas para resolução do problema imediato. O atendimento não poderá ser continuado sem que o paciente passe pelos setores citados acima.
 
B. Os casos isolados só serão aceitos na Dentística IV e Endodontia, para que não sejam absorvidos pacientes que não passaram pelos setores descritos anteriormente. Quando os mesmos forem inevitáveis, o paciente deverá ser esclarecido que somente aquele procedimento será executado e deverá assinar um documento que esclareça esse detalhe.
 
C. Ao final do tratamento realizado na última clínica referenciada na TRIAGEM, o paciente receberá ALTA e será informado sobre o retorno para controle. Todas as consultas para controle deverão ser realizadas nas próprias disciplinas. Se o tratamento for interrompidopor um ou mais períodos letivos, para retomada do tratamento o paciente deverá retornar ao setor TRIAGEM.
 
D. Todos os tratamentos serão cobrados de acordo com as tabelas estabelecidas pelos departamentos. Os pacientes serão encaminhados para o setor de serviço social para classificação sócio econômica.
 
PS: Serviços que dependam de laboratório de protéticos serão executados em laboratórios particulares, uma vez que nossos laboratórios carecem de equipamentos com tecnologia de última geração que podem ser empregados para realização de trabalhos de prótese mais atualizados. Os laboratórios utilizados terão como responsável técnico, um profissional devidamente inscrito no Conselho Regional de Odontologia. Sendo assim, INFELIZMENTE, todo tratamento realizado terá um custo, o qual será pago pelo paciente diretamente ao laboratório indicado por cada clínica (disciplina). A forma de efetuar esses pagamentos será combinada diretamente entre o paciente e o laboratório de prótese e obrigatoriamente, o trabalho só será instalado se não houver nenhum tipo de débito com a FO/UFRJ e/ou Laboratório de Prótese.
 
O tratamento poderá estender-se por longos períodos. Quando isso ocorrer, o laboratório de Prótese poderá reajustar seus preços, acarretando com isso, aumento nos custos do tratamento. Em hipótese alguma a Universidade Federal do Rio de Janeiro, a Faculdade de Odontologia, os Departamentos, as Disciplinas ou seus Professores, Estagiários ou Monitores poderão ser responsabilizados por esse tipo de situação, uma vez que toda e qualquer empresa privada (laboratório de Prótese inclusive) pode reajustar seu preços de acordo com uma planilha de custo e com avisos prévios.